Destaque

Photoshoot with João Alves

João, muito obrigada pelo teu profissionalismo e pela dedicação.

Instagram: https://www.instagram.com/joaoalves_95/?hl=pt

Anúncios
Destaque

PHOTOSHOOT – Different Optic

 

Deixo-vos aqui o resultado da minha sessão fotográfica com o different optic.

Muito obrigada pelo excelente trabalho.

Instagram: https://www.instagram.com/different.optic/?hl=pt

 

Destaque

Felicidade Em Primeiro Lugar

Imagem relacionada

Olá darings, hoje estou muito feliz e tinha que partilhar esta minha felicidade convosco. Hoje começa uma nova etapa da minha vida e não podia estar mais feliz e entusiasmada.

Vou finalmente começar o meu curso e é emocionante para mim escrever isto porque depois de tanta coisa que passei para me compreenderem e perceberem, houve vezes em que pensei sinceramente que não iria chegar a ter este momento que é tão gratificante.

Passamos por muita coisa na vida, estamos sempre a aprender novas coisas e a crescer enquanto isso. É tão bom estar feliz, sentir a felicidade a percorrer o nosso corpo, a nossa mente. Nunca deixem de fazer aquilo que mais gostam, nunca deixem de lutar, nunca deixem de conquistar. Trata-se da vossa vida, não da vida dos outros. Enquanto estiverem felizes, o resto deixa de ter importância.

São vocês que tomam as decisões, por vezes certas, por vezes erradas, mas é isso que vos faz mudar, que vos faz crescer. Lutem, conquistem e sejam felizes com as vossas conquistas.

Não deixem para amanhã aquilo que podem fazer hoje! Aproveitem todas as oportunidades que a vida vos dá.

Destaque

Mudança de Visual

Olá darings!

Como sabem, estive no Algarve 1 semana, não consegui vir ao blog postar coisinhas para vocês. Mas agora já estou disponível para vocês, então sem mais demoras vamos lá.

Hoje vou falar-vos acerca da minha mudança de visual, eu sou uma pessoa que está constantemente a mudar, mas desta vez experimentei algo mais arrojado que nunca tinha experimentado antes.

IMG_20170905_175158_948

A minha cor preferida de cabelo é o preto azulado, já tinha pintado desta cor e tinha gostado imenso do resultado e de como me transparecia uma boa imagem e confiança. Como tal decidi optar novamente pela cor, mas devido à praia estava com o cabelo muito seco, danificado e com pontas secas, sabia que precisava cortar, então para não cortar a direito como faço sempre quis fazer algo diferente que nunca tinha feito. Há uns anos atrás fiz franja e de certo modo gostei de me ver mas aí estava com outra cor de cabelo, loiro na altura. Optei por escadear um pouco à frente o que acabou por me dar um ar mais natural. Estou muito contente com o resultado!

O que acham do meu novo look? Adorava saber a vossa opinião. 🙂

Destaque

Cadernos Personalizados

Olá meninas. Esta semana irei estar ausente pois vou passar umas férias ao Algarve, só daqui a uma semana é que volto a postar, como tal decidi tirar um pouco do meu dia para puder falar-vos acerca dos cadernos personalizados ainda na categoria de regresso às aulas.

Cadernos Personalizados

cadernos1

cadernos4

cadernos3

A nível de material precisam de:

  1. Um caderno preto sem argolas
  2. Papel autoculante
  3. Cola
  4. Tesoura
  5. Cartolina de uma cor à vossa escolha
  6. Um pano molhado
  7. 2 folhas A4 com as quais pretendem preencher os cadernos

Como fazer:

Para começar devem começar por reunir algumas imagens e frases ao vosso gosto, de modo a fazer uma montagem com as mesmas no Word ou no Photoshop. Neste caso e como podem perceber, escolhi imagens em que a cor predominante é o azul. De seguida, cortem a cartolina com o comprimento do caderno e largura suficiente para fazer a lombada do caderno. Colem as folhas na parte da frente e de trás do caderno. Para terminar, cortem papel autocolante, de modo a plastificar o caderno, tomando como auxiliar o pano molhado.

cadernos4

cadernos2

Embora o estilo dos cadernos seja muito semelhante, podem optar por outros estilos. Os cadernos personalizados são sempre uma boa opção porque pudemos personalizá-los ao nosso gosto, à nossa maneira, mostrar um pouco da nossa criatividade.

Pronta para arrasar nas aulas com o teu material escolar todo personalizado? Então já sabes o que fazer! 🙂

Destaque

5 dicas infalíveis para conquistar o crush

Resultado de imagem para o meu crush não me nota tumblr

Todas as meninas gostam de ser notadas pelo crush e quando isso não acontece não sabem o que fazer, como tal vou-vos dar 5 dicas infalíveis para puderem conquistar o vosso crush.

Naturalidade 

Um dos poderes mais atrativos que temos para seduzir o crush é a naturalidade. Quanto mais te conheceres e respeitares os teus limites, mais expões o teu magnetismo pessoal, atraindo assim a sua atenção.

Atitude 

A sedução nada tem a ver com a aparência, a atitude é muito mais atraente do que o visual que a pessoa se encontra. Uma mulher por mais linda que seja, se não tiver atitude depressa perde o interesse, pode até atrair olhares mas não passa daí.

Segurança

Quanto mais segura, mais sedutora uma mulher é. Os homens amam mulheres que agem e falam com firmeza, que sabem o que querem, sem rodeios.

Saber dizer não

Ao contrário de nós, que quando ouvimos um não nos sentimos rejeitadas, a negativa deixa os homens ainda mais estimulados. Eles sentem um desejo mais intenso de conhecerem uma mulher quando lhes é negado algo. Uma boa dica aqui é, sorrir e negar ao mesmo tempo. Esse duplo sentido é infalível.

Menos é mais

Muitas mulheres pensam que para atrair um homem é necessário mostrarem o que são e o que querem. Errado! Os homens não funcionam assim, de maneira nenhuma. Fala menos e principalmente mostra-te pouco. Há uma pitada de mistério nisso, eles ficam curiosos e querem descobrir o que está por trás dessa mulher.

Estas são as minhas dicas, boa sorte! 🙂

Destaque

Arrasar no Regresso às Aulas

Resultado de imagem para como arrasar no regresso às aulasComo arrasar no Regresso às Aulas? 

A verdade é que muitas meninas ficam nervosas quando chega esta altura, umas porque são tímidas e não sabem como se integrar na nova turma, outras porque não têm facilidade em fazer novas amizades, outras porque são demasiado confiantes e acabam por estragar tudo, por aí… Mas eu vou ajudar-te da melhor forma para que possas arrasar no primeiro dia. O primeiro dia de aulas é o mais importante a nível social pois é quando conheces muita gente nova e separas de imediato quem se identifica mais contigo e quem não se identifica, ao separares as pessoas em grupos tomas de imediato uma decisão no teu subconsciente das pessoas com quem poderias ter grandes amizades.

1. CONFIANÇA

A confiança é o mais importante para puderes arrasar no teu primeiro dia de aulas. No entanto confiança a mais pode ser prejudicial de certo modo, deves ir confiante mas não demasiado, ou se te sentires assim tenta ao máximo não mostrar aos outros, pois além de afastar as pessoas de ti, ficas logo com um ” rótulo ” de convencida e tenho a certeza que não é isso que queres.

Resultado de imagem para tumblr amizades meninas confiança

2. SEGURANÇA

Teres segurança em ti mesma é muito bom para conquistares quem quiseres. Ter confiança e segurança é uma mais valia e mostra também muito do teu caráter e educação.

 Imagem relacionada

3. O QUE VESTIR?

O que vestir é um grande dilema para todas nós. Ficamos sempre na dúvida quando vestimos um look, chegamos até a mudar umas 4 vezes ou mais para que tudo seja perfeito, ou é o top que não conjuga bem com as calças, ou é a cor que é demasiado neutra, enfim, existe sempre algo que não nos agrada. Porém, deves ir ao teu gosto, com o teu próprio estilo e acima de tudo de maneira confortável. Para a escola não necessitas de grandes exageros, então a discrição é a melhor opção, sê discreta e mostra o teu brilho natural e isso irá atrair ainda mais. Não convém usares roupas muito exuberantes, apesar de serem muito bonitas também, mas sendo a escola um lugar de convivência, um lugar onde estudas e estás a maior parte do teu dia, deves então andar sempre confortável. Aqui tens alguns exemplos:

Imagem relacionada

4. CABELO

Meninas, o cabelo, nunca se esqueçam desta parte, em termos físicos é extremamente importante. O cabelo e o seu aspecto torna-te ainda mais atraente e dá-te um aspecto mais cuidado do que a roupa que estás a usar. Certifica-te que lavas o cabelo no dia anterior, principalmente à noite, com tempo mete-lhe todos os produtos que ele precisa (dependendo do estado do cabelo), champô, amaciador, máscara, spray para pontas secas… se hidratares o cabelo na noite anterior, irás ver que ao acordares vais notar quão sedoso está e o quanto irá brilhar durante o dia, independentemente da roupa que escolhas usar o cabelo irá destacar-se e irá mostrar às pessoas muito sobre ti parecendo que não. Quanto ao penteado, usa algo simples que fique bem com a tua feição, aqui tens alguns exemplos:

Imagem relacionada

5. MAQUILHAGEM

A maquilhagem é a fase final do nosso look, então não vais querer arruinar todos os passos que já deste pois não!? Certifica-te que usas uma maquilhagem simples, básica, que te dê um ar natural e que te caracterize enquanto pessoa, nada exagerado, além de não ficar bem iria dar a entender que querias um destaque diferente dos teus colegas. Exemplo:

Resultado de imagem para maquilhagem simples e natural

E estas são as minhas dicas, espero que vos tenha sido útil, se quiserem mais dicas é só dizerem. Até à próxima! 🙂

Destaque

Face Oculta

Resultado de imagem para face oculta com rostos sonhando

Prólogo

Eu vivia numa sociedade sem regras, sem disciplina, um abismo total sem qualquer tipo de compreensão. Perguntava-me vezes sem conta porque razão o destino teria escolhido tal lugar para a minha vivência. Vivia numa pequena terriola onde buscavam fofocas com ou sem interesse para puro entretenimento. Eu não conseguia entender por mais que puxasse da minha inteligência mais profunda, era entediante, eu ficava simplesmente sentada a observar cada som, cada movimento, cada passo, cada expressão corporal, cada drama sem drama. As pessoas ridicularizavam o ridículo sem se aperceberem. Eu era uma adolescente com fantasias, sonhos por realizar, uma vida por vivenciar e com toda a certeza não seria naquele lugar.

Sendo eu uma adolescente incompreendida cercada de pessoas sem discernimento, tentava de certo modo adquirir algum comportamento especial para que me pudessem notar e ouvirem o que tenho a dizer como quem ouve um padre na sua igreja em que as paredes têm extremidades grossas e o frio intrometido nada agradável.

Eu só pensava, meu Deus, o quanto aquelas mentes eram rascas de pensamentos tão obscuros, não me conseguia mentalizar que vivia e aguentava tanto naquele pequeno meio que parecia nunca ter fim, só queria sair dali o mais rápido possível, era um pesadelo que eu só gostava que terminasse para me recordar dos meus belos e lindos sonhos que costumava ter. Sonhos, fantasias que qualquer adolescente migado de pensamentos realistas, inovadores, estranhos, confusos e ternurentos ao mesmo tempo gostava de ter acumulavam-se entre as espinhas da minha coluna, que depressa seguiam o seu caminho através do meu sangue que fervia, eu conseguia sentir cada linha, cada veia, cada artéria, cada músculo em constantes vibrações, eram segundos, poucos até, mas faziam-me sentir de uma maneira extrema ao ponto de nunca querer acordar, pois ao sonhar noite após noite, tornava-se numa rotina de pensamentos suculentos a fim de iniciarem uma etapa mais rigorosa, intensa e profunda.

Já nada me surpreendia, já nada me fazia temer. A sonhar sentia-me viva a viver a vida que sempre quisera, a sentir o que sempre quisera sentir. Nos meus sonhos era compreendida, amada, feliz … eu conseguia viver sem que me preocupasse constantemente com assuntos sem importância. Sentia-me especial e adorava sentir-me assim. Por momentos, o meu sonho pareceu estar a desmoronar-se, a cair em pequenos pedaços como os flocos de neve que caíam do céu, fiquei confusa, pois na minha mente era realmente a minha vida e eu conseguia ser feliz, no entanto passado mais uns momentos, senti-me tonta e com um grande mau humor matinal, percebera então que tudo não passara de um dos meus frequentes sonhos e eu acabara simplesmente de acordar para a minha vida miserável da qual eu só queria que terminasse.

Dois

Em certos momentos sentia um leve arrepio, não sabia distinguir se era de nervosismo ou de ansiedade. Eram arrepios que explodiam dentro da minha pele como pequenas partículas químicas nos seus estados de vegetação. Após passar horas a fio deitada na minha cama perdida nos meus pensamentos ouvi alguém a chamar pelo meu nome do lado de fora da janela, parei para ouvir melhor, pois poderia não ser o meu nome e apenas imaginação da minha cabeça, mas não era, ouvi o meu nome mais de 3 vezes;

– Sheilaaa, Sheilaaa, Sheilaaa…

A voz que chamava por mim era intensa e bem grave, suou-me a uma voz de suplicação para que eu desse sinal de vida pois estava naquele quarto há mais de 1 semana sem falar com ninguém e sem oprimir uma única palavra a conhecidos ou familiares, sentia que tinha que ficar ali para pensar em tudo o que estava a acontecer comigo, pois para todos eu era uma completa estranha e confusa que parecia não saber em que lugar se encontrava. Então fui até à janela e antes de a abrir dei uma discreta espreitadela pois não era normal aquilo acontecer, eu não tinha amigos naquela terriola, as únicas pessoas que eu conhecia e falava (ou não) eram amigos dos meus familiares. Ao espreitar reparei em um rapaz, parecia novo, mais novo que eu, era de estatura média, cabelo moreno (parecia sedoso), olhos esverdeados, tinha vestido um uniforme bem moderno até do colégio em que provavelmente estudaria, com ele tinha um presente e por instantes parei para pensar, oh meu Deus, um presente, será que é para mim, mas como poderia ser para mim se eu não fazia anos, não era nenhuma época festiva, não conhecia ninguém no meio, era uma estranha total para todos, cada vez ficava mais e mais nervosa, pois ouvira o meu nome e aquele presente na mão do rapaz que por sinal era muito bonito e sedutor, eu não sabia o que fazer, não sabia se havia de abrir a janela e responder, ou se devia apenas ficar escondida no buraco do meu quarto mas perto da janela para que pudesse observar aquele presente que tinha um sinal amarelo bem chamativo por cima de um papel prateado brilhante em volta do objeto em questão.

Voltei a ouvir o meu nome mas desta vez mais alto e com uma intensidade maior como se a pessoa se estivesse a preparar para ir embora, o meu nervosismo era tanto, mas a minha curiosidade era ainda maior, num impulso acabei por abrir a janela e fiquei com o meu ar corado a olhar para o rapaz mas sem dizer nada.

– Sheila, és tu?

E eu simplesmente a olhar, parecia petrificada na sua cara e não ouvira nada das suas suaves palavras.

– Sheila, não te recordas de mim?

Por momentos quando ele disse aquilo eu só queria encontrar um buraco para me esconder, mas seria rude da minha parte fechar-lhe a janela na cara, tanto que limitei-me a perguntar:

– O que estás aqui a fazer, não devias estar em aulas?

Quando disse aquilo senti-me uma completa idiota pois fingi que o reconhecera quando não era o caso, ele olhou para mim com cara de quem descobriu que eu não me lembrara dele ou do dia em si pois teria que ser um dia especial para me trazer um presente, ele parecia chocado quando eu olhava para ele mas sem mostrar um sorriso ou felicidade por ver, ele parecia conhecer-me e eu não sabia como reagir, pois realmente não o conseguia reconhecer. Ignorando a minha pergunta ele disse:

– Bem Sheila, não sei o que se passa contigo, mas estás estranha desde a última vez que nos vimos, pareces distante apesar de o estares (risos), pensei que ficasses contente por me ver.

Eu realmente sentia-me constrangida, pois parecia realmente que ele me conhecia e não era um hábito meu esquecer-me de alguém, ainda por cima de alguém com uma cara daquelas. Ai não sei o que fazer, e se ele levar a mal eu não o reconhecer, estou num grande empasse, acho que talvez deva empatar a conversa até descobrir mais sobre ele ou nós nas suas palavras.

– Porque dizes que estou diferente? O que te leva a pensar isso?

– Estás a falar como se não me reconhecesses …

Eu conseguia ver o seu olhar triste ao dizer aquilo, mas eu não queria dizer que não o reconhecia pois tinha medo de o magoar ainda mais, ele parecia deveras magoado, triste e também preocupado comigo.

– Sheila?

– Sim?

– Deixas-me entrar para falarmos mais à vontade?

– Sim, claro, dá-me só um minuto!

Como assim ele queria entrar? Como assim eu aceitei que ele entrasse? Eu tentava em segundos entender o que estava a acontecer, ou prestes a acontecer e não conseguia, sentia-me perdida.

Estava a descer as longas e seguras escadas bem devagar para puder pensar no que lhe diria ao abrir a porta, porque apesar de já nos termos falado pela janela, ao abrir a porta ele estaria mesmo ali à minha frente e percebera de imediato que eu estava realmente à toa com toda a situação, sentia-me frustrada, pois não conseguia entender o que se passava dentro da minha cabeça, era estranho e confuso. Quer dizer, eu nem me recordava do nome dele.

Estava em frente à porta com a mão na maçaneta a pensar se abriria ou não, de repente abri e ele entrou com um grande sorriso na cara e abraçou-me, eu fiquei sem reação, sem saber o que fazer, o seu abraço era quente e apertado, um abraço com emoção e saudade, foi bom abraçá-lo mas eu continuava sem o reconhecer, após ele me soltar eu senti um calafrio na barriga, era um sinal meu quando gostava de alguma coisa e me sentia nervosa ao mesmo tempo.

Não sei como mas ele depressa percebeu que eu estava confusa com toda a situação; – RESPIRA! – disse ele com um tom calmo e seguro. Eu estava corada e a gaguejar, as palavras não me saíam da boca de maneira correta e ele percebia o meu atrapalho, só não percebia porquê pois na ideia dele, já teríamos estado juntos anteriormente.

– Estou tão feliz por te ver, e por ver que estás bem, estás em ótima forma e continuas linda como sempre.

– Obrigada, também é muito bom ver-te! Eu realmente disse aquilo, não acredito que disse aquilo, eu estava tão atrapalhada, só digo coisas sem sentido, eu só quero saber o que é aquele presente e o que contêm por dentro, mas estou-me  literalmente a deixar levar pela emoção.

O meu coração disparava por todos os lados, sentia a minha pulsação acelerar, transpirava por todo o meu corpo, não consegui resistir e perguntei-lhe de cabeça:

– Tens namorada? A pergunta que lhe fui fazer, deve estar a pensar que sou uma idiota neste momento, só me queria esconder.

Ele deu umas gargalhadas e disse:

– Não estou a perceber a tua pergunta, estás mesmo muito estranha, tens a certeza que está tudo bem?

Eu fiquei ainda mais confusa, como poderia ser uma pergunta estranha? Ele olhava para mim com um ar de deceção, foi quando comecei a juntar as suas palavras, o presente, a sua maneira de me tratar ao me ver, o seu desgosto quando percebeu que eu não o reconhecia. Eu comecei a achar que eu era a sua namorada e que hoje era supostamente o nosso dia, então ele disse-me para abrir o presente. Quando o abri, fiquei estupefacta, surpreendida, em lágrimas nos olhos de alegria, o seu presente era nada mais, nada menos que uma declaração de amor, com um álbum com todos os nossos momentos em fotografias, fazíamos 5 anos de namoro e eu não me recordava, e eu não sabia como isso era possível, foi então que lhe fui honesta e lhe disse o motivo de estar a agir de forma estranha.

– Antes de mais muito obrigada pelo presente, eu estou sem palavras, mas preciso de te dizer uma coisa, e compreendo se ficares chateado comigo ou que saias porta fora sem dizer nada. Interrompendo-me disse:

 – Diz de uma vez, estou a ficar preocupado!

– Bom, é que não sei por onde começar … a verdade é que tudo isto é muito estranho para mim e não deveria ser, afinal fazemos 5 anos de namoro e …

– Sheila, por favor, diz-me o que se passa …

– Tem calma, peço-te, é complicado, nem eu mesma sei explicar porque nem a mim faz sentido o que te estou prestes a dizer.

– Então diz, respira e diz.

(…) Continua

 

Gostaste? Estás com curiosidade para saber o resto? Então fica atento/a! 🙂

Destaque

Avanço Sem Regresso

IMG_20170823_214843_912

Virar costas ao passado não é difícil, difícil é quando me apercebo que deixei para trás o inconcebível. Não me custa olhar em frente, não me custa dizer adeus, não me custa sacrificar a minha felicidade por outra pessoa. Acreditar, vencer, conquistar, são os grandes sinónimos da minha vida.

Ser ou não ser!? Eis a questão… questão que pode ser levada por outros padrões. Sou alguém que vive a vida dia por dia, noite por noite, hora por hora, minuto por minuto, segundo por segundo, momento por momento, sou facilitada por boas ações que um dia mais tarde serão certamente reconhecidas.

De que me vale pensar no dia de amanhã? De que me vale pensar o que vou fazer para o almoço ou para o jantar? Não me vale de nada pensar em inutilidades. De momento a momento eu me conformo com o que o meu pensamento comanda.

Promessas quebradas, rígidas de tanto ódio, mas, quais serão os efeitos colaterais? O que acontecerá depois de tantos pensamentos remexidos do passado terem regressado para me atormentar ainda mais do que já estou, torna-se cansativo a cada minuto que passa, torna-se desgastante tanto desgasto que foram rompidos.

Atentamente observo cada movimento, cada passo, cada perda, cada conquista, mas, aquilo que não consigo observar é a minha vida a andar para a frente quando tanta recordação, tanta memória me é trazida de volta momentaneamente com a intenção de me fazer ficar, de me fazer recuar, de me fazer avançar sem regressar.

Destaque

Reflexos de mim

Processed with VSCO with b5 preset

Muito se discute a importância dos nossos reflexos! Os nossos reflexos são transparecidos devido à nossa acomodação individual. Como podemos reflectir sobre um assunto que nos é incompreensível? Falamos e agimos sem realmente nos informarmos das verdadeiras versões. O mundo se caracteriza sem factos atuais.

Em consequência disso, vê-se, a todo o instante, julgamentos sem nexo. Porque julgam as pessoas sem as conhecerem? Porque julgam as pessoas sem saberem a sua vida? Porque julgam as pessoas por gosto? Porque julgam as pessoas para as verem sofrer? Gostam de sofrimento? Gostam de tristeza? Gostam de moralismo? Será o vosso moralismo? Serão actos sem constantes?

Alguns argumentam que não fazem por mal, escondem-se através do seu reflexo. Porém outros achando que têm um grande moralismo convencem-se que é isso que as pessoas merecem, infelicidade, mas não se apercebem que são eles as pessoas infelizes por dentro. Reflexos podres, ações podres.

A minha vida sempre foi baseada em especulações vinda das outras pessoas, na verdade nunca percebi porquê, eu era novinha, muito ingénua, mas dentro de mim sentia-me sempre triste por dentro, sentia-me infeliz. Não era compreendida! Porquê? É a pergunta que sempre me vou fazer a mim mesma sem ter qualquer tipo de resposta. Mínimas coisas podem ferir gravemente o interior de uma pessoa, quem me magoou não se apercebia do quanto me magoava. Dar cabo do nosso psicológico é pior do que ser agredida fisicamente, agressões físicas saram com o tempo, agressões psicológicas ficam lá para todo o sempre. São feridas com pequenos espacinhos abertos que não nos deixam seguir com a vida normalmente, deixam-nos fragilizadas, deixam-nos com graves depressões.

Dentre os inúmeros motivos que levaram alguém a fazê-lo é incontestável, não consigo compreender. Como pode alguém magoar uma pessoa tão indefesa? É triste a forma como o fazem, dá-me nojo, não só por ter passado por tal, mas ainda mais me dá ao ver meninos e meninas de diversas idades a serem humilhados em plenas escolas pelos colegas, tratam-nos como se fossem uns fracos, tratam-nos abaixo de cão. Eu penso para mim mesma, como é possível haverem pessoas tão rancorosas, tão más.

A verdade é que todos nós viemos ao mundo e todos nós independentemente de como somos temos direito a vivê-lo em paz e sossego. Não somos nós os indefesos que somos os tristes, esses que se acham tão fortes por maltratar alguém indefeso, esses sim deviam ter vergonha na cara, esses sim são uns tristes por não se meterem com alguém do seu tamanho, do seu tipo. Sim, porque há tipos de pessoas, há as pessoas humildes, honestas com uma boa conduta e há aquelas desonestas e más que só se sentem bem com o sofrimento dos outros.

Felicidade, felicidade não se pode mostrar a ninguém. Por mais amigos que tenhamos há sempre aquele invejoso/a que a vai tentar arruinar. Assim como a espera, ser feliz é também uma virtude. De que nos vale tentar ser melhor que alguém? Cada um é como é e só há que respeitá-lo.

Destaque

Tendências em estampas para o Inverno 2018

A minha estação preferida do ano é sem dúvida o Inverno, então nada melhor para começar não é mesmo!? Ainda falta algum tempo é verdade, mas muitas pessoas já começam a procurar por esta altura quais vão ser as tendências para este Inverno.

Os designers já conseguem revelar quais as tendências em estampas para o Inverno 2018. Nesta estação, marcada por baixas temperaturas, veremos parâmetros inovadores e novas formas de pensar. Será uma temporada de resiliência onde os conceitos pré-concebidos vão desaparecendo a pouco e pouco, em contrapartida, as questões sociais estarão cada vez mais em evidência.

Além disso, a ideia de individualidade continuará cada vez mais forte e integrada, tornado-se a mensagem principal em  todas as tendências de inverno.

Neste momento, as marcas percebem que o consumidor contemporâneo busca inspiração nas passerelles, mas que se veste de acordo com a sua própria personalidade.

Pure Personality

2-pure-personality

No intuito de valorizar os elementos fundamentais da vida, como a natureza, o tempo, a simplicidade e o prazer, o verde continuará em alta nas próximas temporadas. O inverno, terá uma mistura de tonalidades, entre o verde militar e o esmeralda, apresentando uma intensidade mais dramática, fruto da sua ligação com a natureza do ser.

Rusty Art

3-rusty-art

Com estas estampas, a ideia é trazer elementos do passado para o presente, criando visuais intemporais com referências de décadas anteriores. Com essas cores e padrões, as marcas irão relembrar  peças básicas mas sofisticadas e  um tanto luxuosas para o dia a dia.

Miss Robot

4-miss-robot

Com o avanço da tecnologia, a moda também busca novidades, incorporando descobertas e inovações adequadas à atualidade. Desta maneira, as texturas pesadas dão lugar a tecidos leves e maleáveis, vestidos, calças, saias, tops e bodys, em tons coloridos com efeitos glossy e glitter.

Hit dos anos 70 e depois dos 90, o lamê e o lurex invadiram as passerelles de grifes como Diesel Black Gold, Rouland Mouret e Roberto Cavalli. Já o veludo molhado, que reinou em absoluto na temporada internacional de inverno 2017, segue com força total nas próximas temporadas.

Pure Silver

5-pure-silver

O silver vem para dar glamour ao inverno. Materiais brilhantes, mistura de estampas e tecidos e ainda styling com sobreposições nada óbvias vão ser destaque. Assim como na tendência citada anteriormente, os metalizados também têm inspiração vinda das inovações do mundo digital e da necessidade da moda olhar sempre em frente.

Em 2016 os metalizados começaram a aparecer nos acessórios, em 2017 viraram febre, principalmente em sandálias e scarpins, e em 2018 essa tendência continua com tudo, para investir em composições all black e all white.

Mix de estampas florais, xadrezas e listras

6-mix-de-estampas

Combinar peças feitas com diferentes estampas é uma das tendências do mundo da moda há algum tempo. Nesta temporada, a nostalgia exerce um papel importante, com propostas menos rígidas, de modo a criar uma sobreposição de referências.

No inverno 2018, o passado ganha aspecto mais jovial e menos sentimental, com detalhes e materiais atuais que o modernizam, indo além das reproduções óbvias, buscando criar um estilo livre, que reflete o entusiasmo das camadas jovens.

 

 

Dito tudo isto, tenho muito interesse em saber qual destas tendências vos despertou mais curiosidade, por isso comentem com a vossa tendência preferida e alguma dúvida não hesites em perguntar.

Até à próxima! 

 

Apresentação

Destaque

Processed with VSCO with a6 preset
Local: Praça do Comércio, Lisboa

Olá, o meu nome é Mariana, tenho 17 anos e sou natural de Évora.

Então, quero começar por dizer que já há algum tempo que queria criar um blog, mas nunca houve oportunidade e também não sabia muito bem como começar, as dúvidas na minha cabeça eram frequentes em relação ao conteúdo, ao tema e claro como poderia transparecer a melhor imagem. Bom, na verdade ainda nem sei como vai correr, é algo que irei descobrir com o passar do tempo e assim ganhar uma maior credibilidade e acima de tudo uma maior experiência.

O meu blog irá retratar um pouco de tudo, não procuro focar-me em um só tema, mas sim abranger algo diversificado.

Desaparecimento Constante

A minha realidade é versátil. A minha realidade é constante. A minha realidade é diversificada. A minha realidade é composta por fracções. Entendimento? Um entendimento rasco não é um entendimento facilitado. Porquê? Porquê tentar perceber? Porquê tentar realizar? Eu não sei…

Eu não sei o quê? (x3) Uma pergunta que rastejava a minha mente e clarificava os meus pensamentos… Como lidar? Lidar com o quê? Lidações incompletas, motivações cercadas. Não há como alterar. São alterações infundadas. Mas não fazia sentido! O que não fazia sentido? (x3)

Tento entender, sem tentar perceber! É um desaparecimento constante. Ajudem-me a esclarecer!